Notícias, vida social, cultura e economia do distrito de Leiria
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007
O preço de ser uma maravilha

 

A menos de um mês de Portugal conhecer os nomes das suas sete maravilhas, os 21 monumentos finalistas apostam tudo por tudo para entrar no grupo restrito dos eleitos. Os mosteiros de Alcobaça e Batalha não fogem à regra, até porque a eleição como uma das 7 Maravilhas de Portugal pode trazer grandes dividendos, em termos turísticos. Entre 100 a 150 mil euros, foi quanto o jornal Público apurou ter sido a factura para a promoção do monumento criado pelos monges de Cister. A autarquia contratou o mágico Luís de Matos para dar a cara pelo mosteiro e criar um espectáculo de magia a ser apresentado apenas no ano que vem e desdobrou-se ainda em esforços de comunicação para incentivar as pessoas a votar na sua jóia da coroa. Segundo o jornal diário, Alcobaça foi a câmara que mais dinheiro investiu na promoção do seu património. Uma reconstituição histórica do dia-a-dia dos monges dominicanos, concertos, tertúlias, a exposição Gárgulas do Mosteiro e o lançamento do livro O Mosteiro para mim é... foram as apostas da autarquia da Batalha para promover o “seu” mosteiro. Ao todo, o custo ficou pelos 12 mil euros.




7 comentários:
De Anónimo a 15 de Junho de 2007 às 10:48
e esses 12 mil euros não poderiam ser gastos no mesmo monumento, mas de outra forma?


De admin a 15 de Junho de 2007 às 11:00
Pelo menos, vai-se fazendo alguma coisa fora do "país real", mais concretamente de Lisboa e Porto.


De Anónimo a 15 de Junho de 2007 às 11:09
referia-me ao MESMO monumento. o investimento é bom, mas o desgraçado Mosteiro precisa de outras benfeitorias


De Anónimo a 15 de Junho de 2007 às 18:16
Podiam sempre investir o dinheiro numa desratização! A questão central não é essa. O mosteiro de alcobaça tem um grande potencial para ser considerado uma das 7 maravilhas de portugal, e a camara de alcobaça sabe-o. Uma aposta na sua divulgação pode render de duas maneiras: elege-lo como uma das maravilhas e aproveitar a eleição como desculpa para a sua promoção. Dois em um. É uma questão de markting e o mosteiro de alcobaça bem precisa!


De António Ramos a 16 de Junho de 2007 às 16:45
Não sou muito de comentar artigos da internet, mas este tocou-me particularmente. Infelizmente não fiquei muito agradado com o comentário / resposta que o gestor deste blog fez ao primeiro comentário postado.
Penso até que não é de bom-tom alguém que publica “Notícias, vida social, cultura e economia do distrito de Leiria” dizer que o país real se restringe às grandes metrópoles Lisboa e Porto.
Muito embora perceba que se está a referir eventualmente aos grandes investimentos, neste “país irreal” também se faz muita coisa. 90% das vezes só é preciso boa-vontade.
Porque é real sofrer, amar, ter amigos, investir numa casa, numa carreira, numa família.
Experimente ir ao ser arquivo pessoal de fotografias e veja o que mudou em… 3 anos. Sente a diferença? Neste país ainda se faz muita coisa…
O facto da Câmara Municipal de Alcobaça estar a investir tanto dinheiro só reflecte a grande aposta na cultura, sem esquecer que é um investimento a longo prazo. Quaisquer que sejam as Maravilhas nomeadas terão um impacto turístico enorme. Alcobaça tem potencial, muito mais que Batalha apesar de toda a sua importância histórica. Se podia ser melhor aplicado, ou repartido o dinheiro? São opções. Mas agora não se pode tirar também o mérito à Câmara da Batalha que muito tem feito com um orçamento menor. Pelo menos não estar a gastar dinheiro em estádios inúteis, monos sem utilidade a ganhar verdete, em prol de uma cultura futebolística que nem sempre agrada a todos os paladares. Pelo menos a História não se pode negar…


De João Pereira a 17 de Junho de 2007 às 18:27
Creio que o segundo cometário era precisamente sobre isso. sobre o facto de ser preciso fazer mais coisas fora de Lisboa e Porto, para que o país real não seja só Lisboa e o resto paisagem. e para que não se ande aqui a discutir aeroportos de LIsboa, quando se deveria se está a falar de um aeroporto internacional que diz respeito a todo o país. Pelo menos, foi o que li no segundo post e não acredito que me tenha enganado


De Parker a 8 de Julho de 2007 às 18:18
e tanto alcobaça como batalha, ganharam :)


Comentar post

pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Revolução à vista com meg...

Óbidos: A surpresa nas 7 ...

Culturall Esplanada inaug...

O preço de ser uma maravi...

Estrada Atlântica pronta ...

Leirisport admite estrago...

Reclusos ajudam professor...

GPS faz festa da espeleol...

Campus de Justiça a cami...

Figueira da Foz mais pert...

Arquivos

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds